EDUCAÇÃO INFANTIL: O DIREITO DE BRINCAR

Simone da Silva Dantas, Sara Monteiro, Deuslene Correia de Siqueira, Neide Aparecida da Silva, Vera Lúcia Catoto Dias, Anamaria da Silva Martin Gascón Oliveira

Resumo


Resumo: Este trabalho é parte inicial como pesquisa investigativa na formação inicial de professores para a educação básica. Refletir sobre a Educação Infantil, como primeira etapa da educação básica no Brasil, ganhou relevância com a homologação da Lei Federal nº 12.796/2013 que instituiu a obrigatoriedade do atendimento da criança a partir dos 4 anos de idade, pelos municípios. A partir da organização dos municípios brasileiros implementou-se a política de material didático na Educação Infantil no Plano Nacional de 2014/2024. O objetivo do trabalho é investigar a relação entre os materiais didáticos impressos e os produzidos como complementares para o desenvolvimento e aprendizagem da criança pequena. A pesquisa em educação do tipo exploratório (ANDRÉ, 2005), foi desenvolvida pela seleção, análise e avaliação de Kits de materiais utilizados na Educação Infantil. A metodologia centrou-se inicialmente em pesquisa bibliográfica/documental específica da área, seguida de pesquisa de campo. Os resultados apontaram para necessidade de inserção de materiais complementares adequados ao desenvolvimento da criança pequena. 


Palavras-chave


Material Didático, Desenvolvimento Infantil, Ludicidade, Brincar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1308

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.