ESTUDO DOS EFEITOS FISIOLÓGICOS IN VITRO DE DIFERENTES BASES DE MEIO DE CULTURA E REGULADORES VEGETAIS EM EUCALIPTO

Autores

  • Débora de Araújo Mattos Universidade do Vale do Paraíba
  • Roberta Borges dos Santos FIBRIA
  • Walderez Moreira Joaquim Universidade do Vale do Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1721

Resumo

O cultivo in vitro de Eucalipto surgiu com a necessidade de clonar híbridos que possuam elevado valor econômico na indústria. Nesse contexto, objetivou-se avaliar a influência de diferentes meios de cultura (JADS e MS) e citocininas (BAP, meta-Topolin e Kinetin) em três concentrações (0,1; 0,2; 0,4 mg.L-1) no processo de multiplicação in vitro de dois híbridos de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, nomeados como Clone 1 e Clone 2. Os resultados indicaram que os tratamentos em meio MS foram superiores ao meio JADS, e todos os tratamentos suplementados com Kinetin foram iguais ou semelhantes aos tratamentos sem regulador vegetal. Assim, o melhor tratamento para o Clone 1 foi em base de meio MS suplementado com 0,4 mg.L-1 de BAP, enquanto que para o Clone 2 foram os tratamentos em meio MS suplementados tanto com 0,2 mg.L-1 quanto 0,4 mg.L-1 de BAP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-04

Como Citar

Mattos, D. de A., dos Santos, R. B., & Joaquim, W. M. (2017). ESTUDO DOS EFEITOS FISIOLÓGICOS IN VITRO DE DIFERENTES BASES DE MEIO DE CULTURA E REGULADORES VEGETAIS EM EUCALIPTO. Revista Univap, 22(40), 863. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1721