AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS FRUTOS DE FUNCHO (Foeniculum vulgare Mill.) UTILIZADOS NO PREPARO DE CHÁS

Renato Farina Menegon, Jessica de Paula, Roberta Aparecida de Sousa, Walderez Moreira Joaquim, Iuri Rojahn

Resumo


A espécie Foeniculum vulgare Mill. conhecida popularmente como funcho ou falsa erva-doce, apresenta óleos essenciais em sua composição, onde está contido o princípio ativo que caracteriza a ação estomática, diurética, carminativa, anti-inflamatória, bactericida e espasmolítica da planta. Por esses efeitos, pelo seu fácil acesso à população e pelo baixo custo, foi verificado que seu consumo vem aumentando significativamente entre a população e, diante disso, observa-se a necessidade de intensificar a fiscalização quanto ao controle da qualidade desses chás, objetivando maior segurança no uso e maior garantia dos efeitos desejados. A qualidade de amostras de funcho, comercializadas na cidade de São José dos Campos, foi avaliada por determinação de material estranho, determinação do teor de óleos essenciais, determinação de umidade e cinzas totais, além da análise das informações contidas nos rótulos. Para esses testes, foram adquiridas 5 marcas comerciais diferentes da erva, comercializadas em diferentes estabelecimentos da cidade. Parte das amostras analisadas estava em desacordo com a legislação vigente e com a Farmacopéia Brasileira 5ª Ed., destacando as falhas quanto ao controle de qualidade desses produtos em todos os aspectos analisados.

 


Palavras-chave


produto natural; controle de qualidade; funcho

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v19i33.112

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.