PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE UM JARDIM SENSORIAL COMO FERRAMENTA DE ENSINO NAS ESCOLAS DO ENSINO FUNDAMENTAL II.

Ariane Araújo Ferreira, Walderez Moreira Joaquim

Resumo


 Jardim sensorial é um espaço para aguçar os cinco sentidos. Objetivou-se elaborar um manual para docentes do ensino fundamental II, propondo a implantação de um Jardim Sensorial como atividade lúdica e como ferramenta no processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos de morfologia vegetal. Foi realizado um levantamento bibliográfico sobre jardim sensorial, ensino de ciências e botânica. O manual é constituído por cinco partes: 1) O que é um Jardim Sensorial, 2) Construção do Jardim Sensorial, 3) Atividades lúdicas, 4) Atividades de morfologia vegetal, 5) Planta baixa.  As atividades lúdicas são as que já são utilizadas nos jardins sensoriais, e as de morfologia vegetal são alicerçadas na observação, levantamento de hipóteses e discussão. A planta baixa possibilita ao docente a visualização do que está sendo proposto. Conclui-se que o manual auxiliará na prática docente, promoverá a conscientização da importância da interação do homem com o meio ambiente, e a construção de conhecimentos de morfologia vegetal de forma lúdica e dinâmica para o aluno. 


Palavras-chave


Jardim Sensorial, docente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.660

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.