SAZONALIDADE DE COLEOPTEROFAUNA EM FRAGMENTO FLORESTAL DE NOVA FRIBURGO, RJ.

Autores

  • Thais Berçot Pontes Teodoro
  • Magali Hoffmann

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1462

Palavras-chave:

Levantamento, Insecta, Mata Atlântica, Pitfall.

Resumo

Coleoptera é a mais diversa dentre as ordens da classe Insecta. Com o objetivo de conhecer mais acerca da fauna local, foi realizado um levantamento da ordem em um fragmento de mata localizada no centro do Município de Nova Friburgo, RJ. Foram utilizadas armadilhas tipo “pitfall”, distribuídas em três pontos da mata: borda próxima ao lago, interior e borda afastada do lago. Os parâmetros analisados foram sazonalidade, riqueza e abundância de indivíduos. Os resultados obtidos revelaram uma abundância de 25 famílias, das quais Staphylinidae, Hydrophilidae, Nitidulidae e Scarabaeidae se caracterizaram como dominantes. A abundancia e riqueza da coleopterofauna foi maior nos períodos mais quentes e úmidos do ano, como observado em outros trabalhos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-04

Como Citar

Berçot Pontes Teodoro, T., & Hoffmann, M. (2017). SAZONALIDADE DE COLEOPTEROFAUNA EM FRAGMENTO FLORESTAL DE NOVA FRIBURGO, RJ. Revista Univap, 22(40), 705. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1462