A ERA DO CAPITAL: LIBERALISMO E IMIGRAÇÃO ITALIANA NA PROVÍNCIA DO ESPÍRITO SANTO DURANTE A SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX

Victor Salaroli Silva, Mateus Augusto Almeida Martins

Resumo


O artigo discute a influência do liberalismo na expansão do processo de imigração italiana para a Província do Espírito Santo, durante a segunda metade do século XIX. À luz desta discussão, é examinado o jornal O Cachoeirano (1877-1923), principal veículo de comunicação do sul da Província em meados do século XIX, além do relato do Cônsul italiano Carlo Nagar, que, no final do século XIX (1895), teceu severas críticas ao então Estado do Espírito Santo, levando o governo italiano a proibir este processo imigratório. Assim, de modo geral, o artigo explicita que, em países como o Brasil, e, mais precisamente, a então Província do Espirito Santo, as novas relações de produção, o eminente fim da escravidão, a falta de indústrias e de mão de obra na agricultura, além do vasto território virgem para explorar contribuíram de forma expressiva para a expansão do número de imigrantes europeus que entraram em território capixaba.


Palavras-chave


História - Imigração - Espírito Santo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.976

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.