AVALIAÇÃO DE ANTIBIÓTICO EM LEITE CRU REFRIGERADO

Gabriella Silva De Aguiar, Alessandra De Fatima Ulisses, Larissa Rodrigues Gomes, Luan Ítalo Rebouças Rocha, Maria Isabel Suhet

Resumo


Resíduos de antimicrobianos no leite não são eliminados no tratamento térmico e sua presença pode causar problemas de saúde pública, surgimento de resistência bacteriana e prejuízos econômicos. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a presença de resíduo de antibióticos no leite cru refrigerado destinado ao processamento. Foram analisadas amostras de 15 tanques de refrigeração, de propriedades rurais no município de Alegre-ES no período de agosto a dezembro de 2015, utilizado o teste eclipse 50®. Das amostras avaliadas, 4 (26,7%) foram positivas e 11 (73,3%) negativas. Das amostras positivas, 50% foram de tanques individuais e 50% de coletivos, indicando que o uso desse tipo de medicamento independe da capacidade produtiva. Em entrevista, os produtores não admitiram usar ou terem feito uso recente de antibióticos nos animais em lactação, isso nos remete a falta de conscientização desses para o perigo dessa prática. Portanto, há necessidade de maior fiscalização em relação à qualidade do leite na região, estudos complementares envolvendo maior número de produtores e um trabalho de caráter educacional.

Palavras-chave


Qualidade do leite; Resíduos; Saúde pública.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.952

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.