REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO PROFESSOR SOBRE AS DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM DO ALUNO

Autores

  • Joana Jesus Silva Universidade de Taubaté
  • Edna Maria Querido de Oliveira Chamon Universidade de Taubaté

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1412

Palavras-chave:

Representações Sociais, Dificuldade de aprendizagem, Fracasso Escolar.

Resumo

O presente trabalho analisa os processos e conteúdos representacionais dos professores de 9 instituições de ensino públicas rurais de um município do Vale do Paraíba Paulista com relação às dificuldades de aprendizagem do aluno. Para este fim, foram realizadas 15 entrevistas com professores do ensino fundamental. Uma análise de conteúdo informatizada de tais entrevistas com o software ALCESTE® revelou 7 classes de discursos, uma delas especificamente ligada ao tema “dificuldade de aprendizagem”. A representação social da dificuldade de aprendizagem para esse grupo de professores revela que os sujeitos atribuem ao próprio aluno e ao seu contexto sócio-econômico-cultural a responsabilidade pelo insucesso, conferindo aos fatores externos a principal causa destas dificuldades. Os professores culpabilizam especialmente as condições de vida do educando e a ausência da família na vida escolar do estudante. Foi possível ainda identificar os processos de objetivação e ancoragem que estão na gênese da representação social da dificuldade de aprendizagem do aluno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana Jesus Silva, Universidade de Taubaté

Atuante na área da educação.

Downloads

Publicado

2016-11-03

Como Citar

Silva, J. J., & Chamon, E. M. Q. de O. (2016). REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO PROFESSOR SOBRE AS DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM DO ALUNO. Revista Univap, 22(40), 93. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1412