DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DE MUDAS DE ALFACE EM DIFERENTES SUBSTRATOS ORGÂNICOS

Rebyson Bissaco Guidinelle, Israel Martins Pereira, Alex Justino Zacarias, Mário Euclides Pechara da Costa Jaeggi, Julio Cesar Gradice Saluci, Maxwel Rodrigues Nascimento, Samuel Ferreira da Silva, Rogério Rangel Rodrigues, Wallace Luís de Lima

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar a produção de mudas de alface dos cultivares Mônica e Regina, em diferentes tipos de substrato orgânicos, buscando formas alternativas na sua produção. O experimento foi conduzido em casa de vegetação utilizando três substratos, S1 - Comercial; S2 - Vermicomposto; S3 - Serrapilheira. Foi avaliado os parâmetros morfoagronômicos do comprimento das mudas, sendo; altura parte aérea, comprimento da maior raiz e altura total. Os substratos apresentaram diferenças significativas entre si, sendo que a Serrapilheira apresentou os melhores resultados de desenvolvimento vegetativo juntamente com o vermicomposto. Concluindo-se que a produção de mudas de alface pode ser feita a partir de substratos orgânicos, recomendando a substituição total dos substratos comerciais, visando menor custo na produção, mas garantindo boa produtividade e qualidade das mudas de alface.  


Palavras-chave


Hortaliça; Substratos; Produtividade; Qualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1323

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.