PRODUÇÃO DE QUITOSANA A PARTIR DA QUITINA EXTRAÍDA DE RESÍDUOS DE CRUSTÁCEOS

Autores

  • Caroline de Souza Fontes Centro Universitário São Camilo - ES
  • Talita Cattem Mainetti Vargas Centro Universitário São Camilo - ES
  • Arlan Figueiredo de Carvalho Universidade Federal do Espírito Santo
  • Lorena Montenegro Silva Universidade Federal do Espírito Santo
  • Blenda Vargas Cade Centro Universitário São Camilo - ES
  • Fernanda Machado Carrai Medeiros Centro Universitário São Camilo - ES
  • Otoniel de Aquino Azevedo Centro Universitário São Camilo - ES
  • Adilson Vidal Costa Universidade Federal do Espírito Santo
  • Vagner Tebaldi de Queiroz Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1094

Palavras-chave:

Resíduos de crustáceos, Quitina, Quitosana

Resumo

A atividade pesqueira brasileira gera um PIB de R$ 5 bilhõese mobiliza 800 mil profissionais. Em função desta atividade econômica, o descarte de resíduos de crustáceos sem nenhum tratamento tem se tornado um problema ambiental, uma proposta para minimiza-lo é a utilização destes resíduos para a obtenção de matéria prima de interesse industrial. Sendo assim, foi avaliado o efeito da concentração do NaOH no processo de obtenção da quitosana. Com base na utilização de materiais comuns de laboratório, a obtenção da quitosana foi realizada a partir da algumas etapas, como a desacetilação da quitina. Esta proposta demonstrou-se eficiente uma vez que o aumento no teor de NaOH promoveu um aumento no rendimento na produção da quitosana. Acredita-se que este trabalho venha a contribuir com a redução de resíduos de crustáceos, visto que o interesse industrial pela quitosana vem aumentando devido as suas propriedades bacteriostáticas, fungistática e cicatrizantes.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-08

Como Citar

Fontes, C. de S., Vargas, T. C. M., de Carvalho, A. F., Silva, L. M., Cade, B. V., Medeiros, F. M. C., Azevedo, O. de A., Costa, A. V., & de Queiroz, V. T. (2017). PRODUÇÃO DE QUITOSANA A PARTIR DA QUITINA EXTRAÍDA DE RESÍDUOS DE CRUSTÁCEOS. Revista Univap, 22(40), 497. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1094

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.