ENERGIA SOLAR: ALTERNATIVA ENERGÉTICA E ECONÔMICA PARA O INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO - CAMPUS BACABAL

Pedro Alves Fontes, Carlos Alberto Santos Maranhão Neto, Luís Fernando Rodrigues Alves, Wanderley Silva Braga, Fernando Martins de Oliveira

Resumo


No mundo atual os tipos de produção de energias são, em sua maioria, muito poluentes e degradam o meio ambiente. A busca por energias não poluentes tornou-se a principal linha de pesquisa junto às energias alternativas, porque são abundantes na natureza e não degradam o meio ambiente, como por exemplo, a Fotovoltaica (FV). O nordeste brasileiro é uma região promissora nesse tipo de geração de energia, devido a grande incidência de irradiação solar. Bacabal, cidade central do Maranhão, encontra-se em uma boa localização em relação à Linha do Equador o que a torna favorável para o estudo de energia solar. Mostra-se neste trabalho a análise da possível implantação de um sistema FV no Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Comprovando-se, com gráficos e tabelas simulados em plataformas nacionais, a viabilidade e a eficiência desta forma de obtenção de energia, bem como a contribuição para a preservação do meio ambiente com a não emissão de dióxido de carbono (CO2), quando se deixa de usar as energias advindas de hidrelétricas.

Palavras-chave


Energia Fotovoltaica, IFMA, Bacabal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.623

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.