ESTUDO COMPARATIVO ENTRE EXERCICIOS REALIZADOS NO SOLO E NA ÁGUA AQUECIDA DURANTE A FASE GESTACIONAL: ESTUDO DE CASO

Djenifer Queiroz Souza, Izabela Santos Mendes, Karina da Silva Marson, Ana Carolina Lacerda Borges, Mariana César Ribeiro Reis, Susane Moreira Machado, Paulo Roberto Garcia Lucareli, Mario Oliveira Lima, Fernanda Pupio Silva Lima

Resumo


O período gestacional é marcado por alterações musculoesqueléticas que podem resultar em dor e limitações funcionais. Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos terapêuticos de exercícios realizados sob imersão em água aquecida e no solo sobre o sistema musculoesquelético de uma gestante. Foi avaliada uma voluntária grávida de feto único, nulípara, com idade gestacional média de 32 semanas. A gestante foi submetida à avaliação do quadro álgico por meio da escala visual analógica, análise eletromiográfica da musculatura paravertebral e, à perimetria dos membros inferiores para quantificar o edema, antes e após aplicação do tratamento. Foram realizadas duas sessões de 50 minutos, sendo uma no solo e outra em piscina aquecida, com conduta composta de caminhada, alongamentos e relaxamento. Os resultados demonstraram que, após a realização do tratamento houve atenuação dos parâmetros avaliados, todavia, sendo mais satisfatório ao fim do protocolo hidroterapêutico. Concluiu-se que o programa de exercícios na piscina terapêutica proporcionou melhores resultados em relação ao solo no alívio da sintomatologia dolorosa e dos desconfortos da voluntária em questão.


Palavras-chave


gestação, sistema musculoesquelético, hidrocinesioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v18i31.49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

A Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Não há limite de autores. Em 2021 irá limitar a 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <http://www1.univap.br/revista/20200812_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

- Os autores deverão enviar uma Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.docx>

- Recomendamos que inclua um documento suplementar indicando três avaliadores com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap

 

Atualmente, a Revista UNIVAP possui 7 indexadores e 1 diretório:

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.