EFEITO RESIDUAL DA ADUBAÇÃO COM COMPOSTO ORGÂNICO NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO ALFACE

Kátia Cristina Silva, Cleicimar Gomes Costa, Vínicius Faúla Aguiar, Luiz Carlos Gomes Azevedo, Alisson José Eufrásio Carvalho

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito residual do composto orgânico sobre o crescimento e produção de alface. Plantas da cultivar Vanda foram fertilizadas com cinco doses de composto orgânico (0,0; 15,15; 30,3; 60,6 e 120 t.ha-1 de matéria seca). O efeito residual foi avaliado em um segundo cultivo nas mesmas parcelas, sem a adição de adubos. O número de folhas aumentou de forma quadrática com a elevação das doses crescentes de composto orgânico. Para a massa seca e fresca da parte aérea ocorreu acréscimo linear crescente, em função das doses utilizadas. O composto aplicado ao solo promoveu efeito residual satisfatório na produção de alface, sendo uma alternativa sustentável para produzir.


Palavras-chave


Adubação orgânica, fertilidade do solo, sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.