A XILOGRAVURA COMO A PRECURSORA DA EVOLUÇÃO DAS TÉCNICAS GRÁFICAS NA PRODUÇÃO DE LIVROS

Fernanda Silvestre Grabner, Anézio Cláudio Bernardes

Resumo


Este estudo diz respeito á história da impressão de livros e de todo o seu percurso evolucional. Incluindo a técnica xilográfica como base que influenciou o aperfeiçoamento dos meios tecnológicos de impressão empregados na produção de livros ao longo da história. O estudo apresenta os primórdios do homem na humanidade, retratando, primeiramente, o nascimento de sua linguagem e, posteriormente, o surgimento dos sistemas primitivos de comunicação e a capacidade de transformá-los em escrita e de transferi-los para bases materiais. A partir desse marco histórico, floresceu, no homem, o anseio de preservar os escritos para a posterioridade. Eis que surgem os meios de impressão gráfica, a partir dos quais, a xilogravura se destaca por ser o primeiro modo de multiplicação que surgiu na humanidade e, consequentemente, a responsável por todo avanço tecnológico de impressão.


Palavras-chave


Xilogravura, técnicas gráficas, história do livro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.625

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.