A RENOVAÇÃO DE UMA TENDÊNCIA HISTÓRICA DE INTERVENÇÃO ESTATAL NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: O ESTADO NEOPATRIMONIAL, FISCAL E AVALIADOR

Luiz Carlos Andrade de Aquino

Resumo


O trabalho apresenta uma breve análise histórica da política educacional brasileira, evidenciando seu caráter centralizador e sugerindo a renovação de uma tendência histórica de intervenção estatal na educação de característica neopatrimonial, fortemente marcada pelo seu aspecto fiscal e avaliador. Sugere, ainda, que esse processo tem influenciado a discussão sobre o Plano Nacional de Educação em tramitação no Poder Legislativo brasileiro.


Palavras-chave


educação brasileira; política educacional; Plano Nacional de Educação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v20i36.263

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.