RADIOEMISSÕES SOLARES TIPO II ASSOCIADAS A FLARES E CMES

Rafael Douglas Cunha-Silva, Francisco Carlos Rocha Fernandes, Caius Lucius Selhorst

Resumo


Atribuídas a ondas de choque e a ejeções de plasmoide, as emissões solares tipo II são ondaseletromagnéticas geradas a partir de oscilações do plasma coronal. A origem dos choques associados a essasemissões é ainda uma questão em aberto da física solar. Enquanto alguns trabalhos sugerem os flares solarescomo seus acionadores, outros fornecem indícios de serem as ejeções de massa coronal (CMEs) sua origemmais provável. Este trabalho apresenta os resultados da análise de duas emissões tipo II, registradas por doisespectrômetros da rede e-CALLISTO (extended-Compound Astronomical Low-cost Low-frequency Instrument forSpectroscopy and Transportable Observatory), os quais operam na faixa de frequências de 45-870 MHz. Oprimeiro evento, observado em 13 de junho de 2010, às 05:38 UT, apresentou uma taxa de deriva em frequênciade -0,2 MHz s-1, correspondente a uma velocidade de choque de 528 km s-1, estando, temporalmente, associadoa uma CME lenta (~320 km s-1) e a um flare solar em raios-X, classe M1.0. O segundo evento, observado em 09de Agosto de 2011, às 08:02 UT, apresentou uma taxa de deriva em frequência de -1,4 MHz s-1, correspondentea uma velocidade de choque de 1375 km s-1, estando, temporalmente, associado a uma CME tipo halo (~1610km s-1) e a um flare solar em raios-X, classe X6.9. Os resultados obtidos, para os parâmetros observacionais dasemissões tipo II e para os parâmetros físicos de suas fontes, são discutidos no contexto de sua relação com seuflares e CMEs associados.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revunivap.v19i34.237

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

 Revista Univap informa que:

- Recebe submissões de artigos em fluxo contínuo;

- Não aceita trabalhos de revisões de literatura;

- Limite de 5 autores por trabalhos;

- Consulte as Normas Gerais de Publicação <https://revista.univap.br/index.php/revistaunivap/about/editorialPolicies#custom-2> e o Template <www1.univap.br/revista/20201215_Template_Revista_Univap.doc> para formatação do trabalhos;

- Os autores deverão seguir rigorosamente as orientações do Template/Modelo e inserir o número de Orcid nos Metadados da submissão;

Declarações a serem enviadas como documento suplementar:


Declaração de Conflito de Interesses que deve ser preenchida, assinada e enviada através do passo 4 do processo de submissão. Portanto, nenhum artigo será publicado na Revista Univap sem o preenchimento desses requisitos. <http://www1.univap.br/revista/Declara_Rev_Univap.doc>

- Declaração de Responsabilidade por tradução de língua inglesa/espanhola

Os autores deverão encaminhar Declaração de Responsabilidade de Tradução de língua inglesa/espanhola assinada por tradutor profissional.
<http://www1.univap.br/revista/Declaracao_traducao_profissional.doc>

Recomendamos os revisores abaixo entretanto, fica a critério do autor. 

Língua Inglesa - recomendamos o contato cpotraducao.
Língua Espanhola - recomendamos o contato traducao.

- Envio de documento suplementar com Indicação de Avaliadores (três) com experiência na área (nome, email, Lattes);

- O prazo médio de avaliação é de 6 meses.


Revista UniVap, e-ISSN 2237-1753, é uma publicação eletrônica editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional e resenhas.

- ACESSO ÀS NORMAS GERAIS PARA PUBLICAÇÃO DE TRABALHOS NA REVISTA UNIVAP

- FLUXOGRAMA DO PROCESSO EDITORIAL


O endereço da revista é http://revista.univap.br/index.php/revistaunivap


Fontes de indexação da Revista UNIVAP:

 

 

O Índice de Citações da Revista UNIVAP está disponível por intermédio do Google Acadêmico <https://scholar.google.com.br/citations?user=tmYYoVwAAAAJ&hl=pt-BR>.

              


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.