EFEITO ANTIFÚNGICO DO RESVERATROL SOBRE A CANDIDA ALBICANS

Bruna Graziele Marques da Silva, Moisés Lopes Carvalho, Ana Paula Pinto, Maricília Silva Costa

Resumo


A Candida albicans é um fungo comensal da microbiota normal, sendo capaz de produzir infecções em pacientes imunocomprometidos. As infecções estão apresentando resistência às terapias convencionais. Recentemente diversos compostos derivados de produtos naturais vêm sendo testados, destacando o polifenol Resveratrol que possui efeitos farmacológicos. Desse modo o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do polifenol sobre o crescimento e a viabilidade do biofilme da C. albicans. Foram utilizadas as concentrações do Resveratrol em 5 μΜ, 10 μΜ, 20 μΜ, 50 μΜ, 100 μΜ, 200 μΜ, 300μΜ, 400μΜ e 500μΜ e a densidade de C.albicans foram de 105, 106 e 107 células viáveis/ml, e ainda, foi analisada a morfologia. Os resultados obtidos demonstram maior inibição no crescimento e viabilidade do biofilme na concentração de 500μΜ de polifenol, em comparação ao controle. Dessa forma, o polifenol Resveratrol foi capaz de alterar a morfologia das células e reduzir a viabilidade do biofilme da Candida albicans.


Palavras-chave


Candida albicans; Biofilme; Crescimento; Resveratrol.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.