CARTAS PARA O FÛHRER: A POPULARIDADE DO PARTIDO NAZISTA ANALISADO PELAS SUAS CORRESPONDÊNCIAS

Autores

  • Pedro Chaves Lima Universidade do Vale do Paraíba
  • Jéssica Oliveira dos Santos Universidade do Vale do Paraíba
  • Felipe Matheus Pereira Universidade do Vale do Paraíba
  • Valéria Regina Zanetti Universidade do Vale do Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1566

Palavras-chave:

História, Cartas, Adolf Hitler, Partido Nazista, Popularidade.

Resumo

O artigo tem como objetivo medir o índice de popularidade de Hitler e do Partido Nacional-Socialista (Partido Nazista) a partir das correspondências encaminhadas ao Füher nos anos de 1933-1938, reunidas no livro Cartas para Hitler, de Henrik Eberle. As cartas, que expressam os sentimentos, ideias, posições e os mais diversos desejos de cidadãos comuns aos mais altos condecorados militares alemães, foram analisadas a partir da perspectiva quanti-qualitativa, como forma de conhecer os motivos das queixas e elogios dos alemães ao nazismo. As cartas foram um dos meios de compreender de forma mais profunda, como a sociedade via, aceitava ou negligenciava seu líder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-18

Como Citar

Lima, P. C., dos Santos, J. O., Pereira, F. M., & Zanetti, V. R. (2017). CARTAS PARA O FÛHRER: A POPULARIDADE DO PARTIDO NAZISTA ANALISADO PELAS SUAS CORRESPONDÊNCIAS. Revista Univap, 22(40), 769. https://doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1566