CONTROLE DA EROSÃO NA CAFEICULTURA – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Amanda Duim Ferreira, Maria Luiza Pereira Barbosa Pinto, Ana Paula Garcia Fernandes, Douglas Gomes Viana, Cássio Francisco Moreira de Carvalho

Resumo


A degradação do solo é um dos principais fatores que contribui para a redução da produtividade e sustentabilidade das propriedades rurais. Objetivou-se com essa revisão levantar os principais dados sobre perda de solo em cafezais capixabas e quais práticas têm sido recomendadas de modo a prevenir a perda do solo e da água. O presente trabalho trata-se de uma consulta bibliográfica cujas publicações apresentadas foram selecionadas em periódicos indexados, com relevância nacional e internacional, de modo a expor os trabalhos precursores, recentes e relevantes, a fim de contextualizar e atualizar os leitores acerca do tema proposto. Pode-se concluir que as práticas relacionadas ao controle de plantas daninhas devem ser desmistificadas, pois a vegetação espontânea, se manejada da maneira, período e local corretos, é uma importante ferramenta no controle da erosão, assim como a adubação verde, uso da casca do café como cobertura morta e adensamento do plantio, por promoverem cobertura do solo, evitando a erosão e promovendo a ciclagem de nutrientes, além da maior eficiência no uso da água.


Palavras-chave


conservação; solo; água; sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18066/revistaunivap.v22i40.1111

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Univap

 

 Universidade do Vale do Paraíba – UNIVAP

Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa

Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova
12244-000 - São José dos Campos – SP

revista.univap.br-revista@univap.br
Telefone: (12) 3947-1237

 

Licença Creative Commons

Esse trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.